2009 - Maternal B - Não se compra e não se empresta. Quem sou eu? Sou a higiene pessoal.

Não se compra e não se empresta.
Quem sou eu?
Sou a higiene pessoal.

 

 

Maternal B

Diretora: Cladis Lengler Lermen
Coordenadora: Sandra Regina Köhntopp

Professoras:
Catia Cristiane Reinicke Nau
Thyane Heloize da Silva
Vera Lucia Lassance Rollin

Justificativa

 

A Educação Infantil é um período rico de conquistas e descobertas maravilhosas. É feita também de vivências, aprendizados e necessidades das crianças em aprender. Muitas noções de higiene a criança adquire em casa e leva consigo para a vida escolar que às vezes necessitam ser retomadas.

 

Ignorar as normas de higiene ou não praticá-las é correr o risco de perder a saúde e ficar desajustado socialmente, não participando das brincadeiras e atividades com os colegas.

 

Com o desenvolvimento do projeto anterior e com algumas atitudes que precisamos tomar, sentimos a necessidade de trabalhar a higiene em geral com as crianças. Portanto, precisamos fazer com que o ambiente passe a ser mais agradável, onde elas se habituem sem resistências a hábitos simples de autocuidado como escovação dos dentes e lavagem das mãos.

 

Adquirir noções fundamentais sobre a higiene em nossa vida, reconhecendo a importância e a necessidade de se ter uma boa higiene corporal, bucal e mental. Pretendemos estimular nas crianças o hábito de cuidar de si mesmo, valorizar seu corpo, sua saúde, seu meio social, enfim, sua vida.

 

Além disso, para que seu filho tenha dentes sadios, é necessário que ele tenha também uma alimentação equilibrada. Sua alimentação deve conter uma ampla variedade de vitaminas e sais minerais, cálcio, fósforo e níveis adequados de flúor.

 

O tema higiene gera atividades de reflexão em sala de aula, pois são situações presentes na vida da criança.

 

Objetivo geral

 

Oportunizar as crianças, um olhar sensível sobre a higiene pessoal por meio do brincar, da observação e do imaginário para desenvolver hábitos individuais e coletivos que se deve preservar e potenciar.

 

Objetivos específicos

  • Desenvolver hábitos de higiene através de atividades diversas;
  • Possibilitar um diálogo entre todas as crianças e professoras em sala, para discutir o problema da higiene e saúde corporal e ambiental;
  • Conscientizar os alunos da importância de se fazer parte do grupo de pessoas preparadas para se viver bem com os outros e com o ambiente;
  • Elaborar com as crianças regras de higiene;
  • Desenvolver atividades lúdicas.
  • Interagir com as outras turmas, fazendo uma ligação com os projetos.
     

Conteúdos conceituais

  • Conhecimento das diversas formas de higiene;
  • Aprimoramento do conhecimento quanto ao raciocínio lógico matemático, explorando: formas, cores, tamanhos, sequência numérica, classificação, relação termo-a-termo;
  • Estudo sobre a importância da água;
  • Pesquisa e seleção de informações ou gravuras sobre a higiene corporal.
     

Conteúdos procedimentais

  • Orientação de um profissional (dentista e/ou médico)
  • Preparação e experimentação de alimentos nutritivos com frutas e verduras.
  • Momento de brincadeiras com materiais diversificados para ampliar as múltiplas linguagens.
  • Criação de ambientes onde possam observar e explorar diversos materiais.
  • Aprimoramento da realidade e ampliar o vocabulário.
  • Aperfeiçoamento das coordenações motoras amplas e finas.
     

Conteúdos atitudinais

  • Momentos de convivência com os amigos.
  • Reflexão sobre a importância da higiene para viver em sociedade.
  • Encorajamento e desafios para a criança sobre autonomia
  • Desenvolvimento da autoconfiança.
  • Reconhecimento das regras de senso comum para o bem estar e todos.
  • Integração e participação da família.
     

Operacionalização

  • Músicas e histórias relacionadas ao tema;
  • Levantamento de curiosidades trazidas de casa;
  • Saco ou caixa surpresa contendo materiais naturais para percepção sensorial;
  • Experiências culinárias;
  • Vivências diretas com a higiene;
  • Dramatizar histórias; Cuidados com o corpo; Prevenção as doenças; Órgãos do sentido e suas utilidades;
  • Montar um "kit" com as crianças, contendo os diversos itens que utilizamos na nossa higiene;
  • Relatos orais;
  • Construção com materiais alternativos, como livros, fantoches;
  • Orientação de um profissional.
     

Atividades

  • Músicas e histórias relacionadas ao tema;
  • Levantamento de curiosidades trazidas de casa;
  • Confecção de chocalhos a partir de sementes diversas ou recursos da natureza;
  • Saco ou caixa surpresa contendo materiais naturais para percepção sensorial;
  • Experiências culinárias;
  • Vivências diretas com a natureza;
  • Realização de laboratório com tintas naturais;
  • Confecção de espantalho com meia e jornal;
  • Dramatização.
     

Referência Bibliográfica

 

HANSEN, Karem Susan; HOFFMANN, Marilisa B., RODRIGUES, Tatiele L. Hábitos de higiene: é cedo que se começa. Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões - Campus Santo.
 

Centro:
Ensino Médio e Ensino Superior
Rua Princesa Isabel, 438 Centro
89201-270 Joinville/SC
(047) 3026-8000
Saguaçu I:
Educação Infantil e Ensino Fund. 1ª a 4ª
Rua Guaratuba, 200 Saguaçu
89221-660 Joinville/SC
(047) 3026-8000
Saguaçu II:
Programa Bilíngue
Rua Mafra, 84 Saguaçu.
89221-665 Joinville/SC
(047) 3026-8000
Saguaçu III:
Ensino Superior e Ensino Fund. 5ª a 8ª
Rua Mafra, 84 Saguaçu
89221-665 Joinville/SC
(047) 3026-8000