2009 - Jardim B - O alfabeto em movimento

O alfabeto em movimento

 

 

Jardim B

Diretora: Cladis L. Lermen
Coordenadora: Sandra Regina Köhntopp
Professoras: Luciana Cristina Laube
Mere Elizabeth Trapp
Sheila Cristina Corrêa Biágio

 

Há que buscar novas alternativas de aprendizagem que vislumbrem e incorporem as mudanças pretendidas na formação deste individuo idealizado para a transformação deste mundo atual  (MEDINA, 1996).

 

A criança na Educação Infantil apresenta um conhecimento construído a partir de suas experiências vividas, que se referem a um processo da capacidade de simbolização, permitindo ampliar as habilidades de atenção e memorização, ao expressar-se verbalmente propicia maior desenvolvimento na construção do conhecimento. Conforme RCNEI (2002, p.21),

 

no processo de construção do conhecimento, as crianças se utilizam das mais diferentes linguagens e exercem a capacidade que possuem de terem idéias e hipóteses originais sobre aquilo que buscam desvendar. Nessa perspectiva as crianças constroem o conhecimento a partir das interações que estabelecem com as outras pessoas e com o meio que vivem. O conhecimento não se constitui em cópia da realidade, mas sim, fruto de um intenso trabalho de criação, significação e ressignificação.

 

Durante o processo de aprendizado e descoberta de cada criança no seu individual, devemos explorar profundamente cada assunto, através de brincadeiras e jogos lúdicos. Conforme o Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil, é importante o contato para a amplitude dos conhecimentos de cada criança, por meio das atividades lúdicas, percebendo a importância dos jogos simbólicos e brincadeiras para estimular o desenvolvimento de cada criança.

 

A arte de ensinar denominada por Cipriano (1993, p.117), é preciso ser desejada e querer ensinar, ter paixão por essa atividade, estar em sintonia afetiva com aquilo que se faz. De forma que o mesmo seja sentido pelos alunos, aguçando os sentidos voltados à pretensão de aprender, buscar saber, para que ele compreenda e se desenvolva.

 

Ao pesquisar sobre movimento somos movidos a falar sobre o corpo em todos os aspectos.

 

Tendo em vista a necessidade e a curiosidade das crianças se aprofundarem no processo de letramento de forma prazerosa e lúdica, resolveu-se realizar um projeto intitulado, O Alfabeto em movimento, possibilitando assim, uma vivência real e envolvendo os esportes nesse processo de ensino aprendizagem, os quais serão pesquisados para depois compor cada letra do alfabeto.

 

O esporte é uma atividade física sujeita a determinados regulamentos. Para ser esporte tem de haver envolvimento de habilidades e capacidades motoras, regras instituídas por uma confederação regente. É um conjunto de exercícios físicos praticados com métodos, individualmente ou em equipe.

 

O homem se põe em movimento pelas suas pernas, braços, cabeça e mãos, as forças de que seu corpo é dotado para se apropriar das matérias e dar-lhe uma forma útil a sua vida.

 

Kalakian e Goldman, citados por Tani, expressam a importância do movimento para a aprendizagem cognitiva da seguinte forma:

 

Em geral o movimento é visto como um elemento essencial na aprendizagem, visto que, é através dele que o ser humano explora o ambiente, e isto é muito importante para a percepção, e consequentemente para a aprendizagem. A lateralidade, imagem corporal, eficiência postural, de locomoção, percepção auditiva, visual e tátil são considerados componentes da execução de movimentos, tendo um papel importante no desenvolvimento cognitivo.

 

O esporte, além de colocar o homem em movimento é um meio de aprender sobre os limites corporais e sobre como se relacionar com os limites do outro.

 

No mundo, o Esporte teve início com o uso do arco e flecha nos primórdios da civilização humana. A descoberta desta arma permitiu a sobrevivência do homem primitivo através da caça e uso do aparato nas guerras tribais antigas. No século XVI o poder das nações dependia inteiramente da habilidade dos arqueiros.

 

No âmbito escolar, um ponto de atenção especial do esporte é o jogo de regras e as brincadeiras.

 

Conforme Delgado e Del Campo, 1993, citado por Murcia, 2005, p. 16, diz:

 

O sábio sabe que brinca e saboreia jogar, seriamente, qualquer jogo. Assim, pode brincar consigo mesmo. A brincadeira, o humor, o sorriso, a ternura brotam com a compaixão do quebra-cabeça da vida.

 

Assim, o jogo traduz todo estado emocional do ser humano se mostrando através do ato motor em movimento. O jogo faz parte do caráter do ser humano em seu desenvolvimento, personalidade, na própria vida. O ser humano sente necessidade de motivação, alegria, seriedade, limites. Tudo isso pode ser proporcionado pelos esportes e jogos.

 

Neste projeto iremos explorar com as crianças assuntos que envolvam curiosidades que permeiam o esporte em si, regras, saúde (alimentação e cuidados com o corpo) e valores.

 

Enfim, compreender o esporte como produto histórico e cultural sobre o qual o Jardim B também construirá a sua história de aprendizado do alfabeto através dos jogos, brincadeiras, trava-línguas, parlendas e cantigas. Para que ao desenvolver a imaginação, obtenham capacidade de criar, e que no futuro sejam pessoas capazes de resolver conflitos e saibam viver na diversidade.

 

Objetivo geral

 

Apresentar o alfabeto e possibilitar à criança um primeiro contato com a diversidade de letras existentes, propiciando o processo de associação entre elas, de forma lúdica e prazerosa, através de brincadeiras, jogos, parlendas, músicas, construções, dentre outros.

 

Objetivos específicos

 

  • Proporcionar conhecimento de esportes e relacioná-los com as letras do alfabeto.
  • Ampliar o olhar voltado à escrita.
  • Construir objetos relacionados ao aprendizado com relação à pré-alfabetização.
  • Proporcionar à criança jogos e brincadeiras, no intuito de valorizar a aprendizagem de forma lúdica, propiciando encantamento no contato com as letras.
     

Conteúdos conceituais

 

  • Reconhecimento das letras através da associação das mesmas com alguns esportes;
  • Ampliação do nosso conhecimento voltado à diversidade de esportes envolvidos no corpo e mente;
  • Descoberta do autocontrole de nossos atos através dos esportes.
     

Conteúdos procedimentais

 

  • Construção de objetos que correspondem a determinada letra;
  • Contato com profissionais que estão no meio esportivo (jogadores, treinadores, professores);
  • Aprendizado sobre a relação termo a termo de letras e esportes.
     

Conteúdos atitudinais

 

  • Resgate de valores disciplinares e normas existentes no esportes;
  • Conscientização do respeito mútuo entre os demais amigos que convivem;
  • Percepção para o próprio corpo e suas atitudes;
  • Convivência em harmonia como aprendizado para resolução de pequenos conflitos;
  • Percepção das diferenças e igualdades no meio esportista;
  • Valorização do movimento como forma de controlar nossas atitudes expressadas através do corpo;
  • Incentivo do contato direto com esportes.
     

Desenvolvimento

 

  • Contato com a diversidade de esportes, se apropriando de documentários, músicas, poesias, histórias, vídeos...
  • Construção de objetos, dobraduras, brinquedos que envolva o mundo dos esportes e sua variedade.
  • Realização de trabalhos em grupo, valorizando o respeito mútuo;
  • Proporcionar momentos em atividades individuais, percebendo o tempo de concentração de cada criança;
  • Vivência de situações de brincadeiras lúdicas sobre o assunto abordado;
  • Vivência dos esportes através de jogos.
  • Resgate do envolvimento da família com os temas abordados em sala de aula, utilizando o saco surpresa como meio de comunicação e estratégia pedagógica.
     

Avaliação

 

A criança constrói seus conhecimentos interagindo com o mundo que vive em contato diretamente, demonstrando gradativamente seu processo de assimilação dos conteúdos vivenciados. É a partir destas vivências ao longo do semestre que podemos avaliar seu crescimento e desenvolvimento nas diversas habilidades propostas, bem como a valorização do bem estar social.

 

Referências bibliográficas

 

 

CHATEAN, Jean. O Jogo e a Criança. São Paulo: Summus, 1987.

 

GONÇALVES, Nezilda Leci Godoy. Metodologia do ensino da Educação Física. Curitiba: Ibepex, 2006.

 

MEDINA N.M. A Construção do conhecimento. Brasília: Ibama, 1996.

 

MURCIA, Juan Antonio Moreno. Aprendizagem através do jogo. Porto Alegre: Artmed, 2005.

 

SEBER, Maria da Glória. Psicologia do Pré - Escolar: uma visão construtivista. São Paulo: Moderna, 1995.

 

SOLER, Reinaldo. Jogos Cooperativos para Educação Infantil. Rio de Janeiro: Sprint, 2003.

 

Centro:
Ensino Médio e Ensino Superior
Rua Princesa Isabel, 438 Centro
89201-270 Joinville/SC
(047) 3026-8000
Saguaçu I:
Educação Infantil e Ensino Fund. 1ª a 4ª
Rua Guaratuba, 200 Saguaçu
89221-660 Joinville/SC
(047) 3026-8000
Saguaçu II:
Programa Bilíngue
Rua Mafra, 84 Saguaçu.
89221-665 Joinville/SC
(047) 3026-8000
Saguaçu III:
Ensino Superior e Ensino Fund. 5ª a 8ª
Rua Mafra, 84 Saguaçu
89221-665 Joinville/SC
(047) 3026-8000