DIRETRIZES INSTITUCIONAIS DE PESQUISA E EXTENSÃO

 

Em resumo, o homem movido pelo espírito científico deseja saber, mas para, imediatamente, melhor questionar (Gastón Bachelard, 1938).

 

Este texto tem como objetivo principal apresentar as concepções de pesquisa e de extensão para o Ensino Superior da Associação Educacional Luterana Bom Jesus/Ielusc. O que se lê aqui é resultado do diálogo e colaboração entre diretores, coordenadores de curso e coordenadores de núcleos de pesquisa e extensão, cujo principal intuito foi o de acolher a diversidade de filiações e trajetórias acadêmicas encontradas em nosso corpo docente num conjunto de parâmetros que possam, a partir de agora, nortear e fazer convergir nossas atividades de pesquisa. Nesse sentido, parece-nos fundamental fazer da pesquisa e da extensão fundamentos na prática pedagógica dos cursos, que possibilitem o trabalho interdisciplinar e que alicerce o tripé ensino, pesquisa e extensão.


Antes de tudo, entendemos a articulação entre a pesquisa e a extensão como um espaço privilegiado para o desenvolvimento da competência intelectual, crítica, ética, estética, técnica e inovadora do docente e do aluno, devendo, portanto, estar contemplada em todas as instâncias do processo de ensino-aprendizagem e do cotidiano acadêmico. Além disso, as atividades de pesquisa e extensão devem ser compreendidas como via para a transformação social e a construção da cidadania, através da reflexão sobre nossa condição de “estar no mundo” (FREIRE, 1979). Ao discutir o “compromisso do profissional com a sociedade”, Paulo Freire nos ensina:


Somente um ser que é capaz de sair de seu contexto, de “distanciar-se” dele para ficar com ele; capaz de admirá-lo para, objetivando-o, transformá-lo e, transformando-o, saber-se transformado pela sua própria criação; um ser que é e está no tempo que é o seu, um ser histórico, somente este é capaz, por tudo isto, de comprometer-se (1979, p. 8).


A pesquisa e a extensão, pensadas como duas dimensões de um mesmo fundamento, provocam o espírito de curiosidade e de questionamento, constituindo-se como o caminho por excelência para este movimento sugerido por Paulo Freire, possibilitando a produção de conhecimento científico, o aprofundamento do aprendizado teórico e conceitual iniciado no âmbito do ensino e, finalmente, comprometendo a Instituição de Ensino com a sociedade e a transformação social.


Inspirados por Gastón Bachelard (1996), buscamos construir o “jovem espírito científico”, para o qual o saber científico é, antes e acima de tudo, uma reconstrução constante. Este jovem espírito científico, suscitado desde o início do século XX pela importante influência da Teoria da Relatividade de A. Einstein, constitui-se mais por questões e ideias fecundas do que por conceitos e verdades previamente fixados. Para Bachelard, o que caracteriza o verdadeiro espírito científico é justamente o sentido do problema. “Se não há pergunta, não pode haver conhecimento científico. Nada é evidente. Nada é gratuito. Tudo é construído” (BACHELARD, 1996, p. 18).


Desta perspectiva, enxergamos a pesquisa e a extensão como espaços privilegiados para o estímulo à curiosidade, à investigação, à produção imaginativa, ao conhecimento inovador e adequado às demandas de uma sociedade e de um mercado em constante transformação. Através do conjunto de diretrizes aqui apresentado, o Bom Jesus/Ielusc visa, também, oportunizar a atualização plena e constante de seus professores e estudantes, o incremento da produção científica docente e discente e a projeção ampla (regional, nacional e internacional) da instituição nos diferentes campos do saber. Deste modo, desejamos colaborar para o cumprimento da missão principal do Bom Jesus/Ielusc segundo seu Plano de Desenvolvimento Institucional: “educar e formar pessoas para o desenvolvimento humano e social, utilizando linguagens, diversas, em um ambiente acolhedor” (BOM JESUS/IELUSC, 2014-2018). Complementarmente, estamos reforçando nosso compromisso com “os direitos universais da pessoa humana”, com o “exercício permanente da ética e da integridade” e com o “estímulo e fortalecimento da autonomia, da liberdade, da responsabilidade e da solidariedade”, valores centrais desta instituição (id).

 


Centro:
Ensino Médio e Ensino Superior
Rua Princesa Isabel, 438 Centro
89201-270 Joinville/SC
(047) 3026-8000
Saguaçu I:
Educação Infantil e Ensino Fund. 1ª a 4ª
Rua Guaratuba, 200 Saguaçu
89221-660 Joinville/SC
(047) 3026-8000
Saguaçu II:
Programa Bilíngue
Rua Mafra, 84 Saguaçu.
89221-665 Joinville/SC
(047) 3026-8000
Saguaçu III:
Ensino Superior e Ensino Fund. 5ª a 8ª
Rua Mafra, 84 Saguaçu
89221-665 Joinville/SC
(047) 3026-8000